quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Karma








Karma


Ele não conhece nem ira nem perdão; completa verdade
É o que mede sua vara, é o que pesa sua balança infalível;
O tempo não conta; julgará amanhã,
Ou depois de muitos dias.
Assim o punhal do assassino golpeará ele mesmo;
O juiz injusto perderá seu próprio defensor;
A língua enganosa vitupera sua própria mentira; o ladrão sorrateiro
E o solerte larápio roubam, só para devolver.
Esta é a Lei que conduz à justiça,
A qual ninguém pode fugir ou arrostar;
Seu coração é Amor, o seu fim
É doce Paz e Consumação.
Obedecei!

Extraído de A Luz da Ásia, de Sir Edwin Arnold


terça-feira, 2 de setembro de 2014

Unicidade Somos UM

Uma explicação simples sobre reencarnação e carma dada por Paramahansa Yogananda




O grande místico hindu Paramahansa Yogananda explica a reeencarnação e o carma do seguinte maneira: "...A vida é como uma grande cadeia no oceano de Deus. Quando uma parte deste encadeamento emerge, você vê somente esta pequena parte; o inicio e o término estão escondidos. Nesta encarnação, você vê apenas algumas das lições do encadeamento da vida, ficando o passado e o futuro, invisíveis, nas profundezas de Deus. Ele revela seus segredos àqueles que estiverem em sintonia com Ele".

Os seres humanos se igualam enquanto entidades oriundas da Fonte original da vida, mas, o que cada um faz com essa igualdade ao longo de sua jornada é de sua inteira responsabilidade e Livre-Arbítrio. Isto naturalmente irá determinar o grau de evolução que a alma atingirá e quando esse grau será atingido.

Por exemplo, duas pessoas expostas a circunstâncias desafiadoras semelhantes, podem se comportar de modo totalmente oposto. Uma delas fugirá e outra as enfrentará para lidar positivamente com o desafio cármico.

O primeiro certamente irá vivenciar repetidamente tal situação cármica, enquanto o segundo seguirá em frente, enfrentando novas lições.
 Isto pode acontecer em meses, anos ou em vidas inteiras.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

A HISTÓRIA DA CRIAÇÃO







Mensagem de Owen Waters
24 de Agosto de 2014


A maior parte das religiões e culturas espirituais mantém uma imagem de Deus, o Criador, em uma das três formas:

1 – Uma única entidade criativa. Esta é uma visão perfeitamente válida de Deus, em que se ignoram as diferentes facetas da consciência que foram necessárias para criar o Universo e, em vez disto, concentra-se no Um.

2 – Uma dualidade, onde Deus emprega dois aspectos de Si mesmo, a fim de realizar a Criação do Universo. Os mitos da criação de todo o mundo, mencionam um divisor de “águas” da consciência original.

3 – Uma trindade, onde os dois aspectos da consciência são ativados por um terceiro princípio, o movimento, como no movimento iniciado pelo comando criativo original: "Que haja a Luz."


Na Grécia Antiga, dizia-se que o Universo era um espaço sem luz, até que Eros (o Amor) surgisse, trazendo a Luz e a Ordem. Aqui temos a intenção e o sentimento trazendo a Luz ao Ser.

Na Antiga Cultura Azteca, dizia-se que um original “Senhor” e “Senhora” teriam trazido à existência todas as coisas. As pessoas ao longo da História têm compreendido mais facilmente as versões parentais de Deus. Afinal, conceitos como Deus, o Pai e a Mãe Divina, têm sido muito mais compreensíveis do que os princípios fundamentais.

Bem no início da religião Cristã, os bispos concorrentes aprovaram um credo unificado, o que resultou na Santíssima Trindade do Cristianismo, sendo composta de: Deus, o Pai (como o “pensamento”, ou o princípio criativo), o Espírito Santo (como o princípio do sentimento), e Deus, o Filho (como um representante da ação de Deus na Terra.)

O Hinduísmo, cuja origem é anterior à História registrada, reconhece um estado original ou Absoluto, como o estado derradeiro do ser, por trás de todas as coisas. Então, a partir do estado único e Absoluto, brotaram os três princípios da Criação. Estes princípios são retratados como as personalidades de Brahma, Vishnu e Shiva.

Enquanto Brahma é o aspecto do Criador, Vishnu representa o aspecto que preserva e sustenta o universo – um amor universal, em outras palavras. Shiva representa o aspecto que traz o movimento ao universo, tornando possível a criação e a eventual deterioração de objetos no mundo físico. É o princípio do movimento que traz a mudança constante.

O Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo compartilham das mesmas raízes históricas. No Livro de Gênesis, é dito que a Criação começou quando Deus criou o céu e a Terra e então disse: "Que haja a Luz."

Percebam que este ato inicial da Criação veio antes da criação das estrelas e da criação do nosso Sol.

Portanto, estes casos iniciais das palavras “céu’ e “Terra” precisam ser compreendidos metaforicamente e não literalmente. Dizia-se que a Terra era sem forma e vazia, como um vazio pré-criacional, enquanto o Espírito de Deus pairava sobre as “águas” do abismo informe.

Assim, aqui temos:

1 – A intenção de Deus, o Criador, pairando sobre:


2 – O abismo informe de um universo que viria a ser. Este “abismo informe’, como é referido o UNIVERSO, não a Terra, porque as estrelas (e, portanto, a Terra), não tinham ainda sido formadas. Havia somente o princípio do sentimento, mantendo o conceito do espaço em um envoltório controlado. Então, mais tarde, todas as possibilidades começaram com:

3 – “Que haja a Luz”. É onde o movimento foi aplicado a fim de ativar o invólucro vazio do Universo. Isto, então, tornou possível toda a Criação, incluindo as estrelas, os planetas, as suas biosferas e tudo o que eles contêm.

O traço comum em todas estas histórias acima sobre a Criação é este: Intenção e Amor juntos criaram um universo na forma de um vazio, um abismo.

Intenção e Amor foram então colocados em movimento complementar, a fim de trazerem luz e vida ao vazio.

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Uma Introdução ao Sistema do Desenho Humano com Ra Uru Hu

Ho'oponopono







Princípios do HO'OPONOPONO:
1, O Universo físico é uma realização dos MEUS pensamentos.
2. Se MEUS pensamentos são cancerosos, eles criam uma realidade física cancerosa.
3. Se MEUS pensamentos são perfeitos, eles criam uma realidade física transbordando AMOR.
4. EU sou 100% responsável por criar o meu universo como ele é.
5. EU sou 100% responsável por corrigir os pensamentos cancerosos que criam uma realidade doente.
6. Não existe "lá fora". Tudo existe como pensamentos em MINHA mente.
"Divino Criador Pai Mãe Filho em UM, limpe EM MIM o que está contribuindo para o caos no planeta Terra. Transmute tudo em uma LUZ pura para que possamos criar um novo mundo. Eu sinto muito. Por favor, me perdoe. Te amo. Agradeço."

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Se eu quiser falar com Deus - Gilberto Gil






Se eu quiser falar com Deus

Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

terça-feira, 29 de julho de 2014

O que é a verdade?

Em nome da verdade, a raça humana cometeu seus piores crimes. Homens e mulheres foram queimados. A cultura de civilizações inteiras foi destruída. Os que procuravam um caminho diferente eram marginalizados.
Um deles, em nome da «verdade», terminou crucificado. Mas - antes de morrer - deixou a grande definição da Verdade:
Não é o que nos dá certezas.
Não é o que nos dá profundidade.
Não é o que nos faz melhor que os outros.
Não é o que nos mantém na prisão dos preconceitos.
A verdade é o que nos dá a liberdade. «Conhecereis a Verdade, e a verdade vos libertará», disse Jesus.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Sobre o ritmo e o Caminho



"- Faltou algo em sua palestra sobre o Caminho de Santiago -
me diz uma peregrina, assim que saímos da Casa de Galicia,
em Madrid, onde minutos antes eu acabara de dar uma
conferência.
Deve ter faltado muita coisa, pois minha intenção ali era de
apenas compartilhar um pouco minha experiência. Mesmo
assim, convido-a para tomar um café, curioso em saber o que
ela considera como uma omissão importante.
E Begoña - este é seu nome - me diz:
- Tenho notado que a maioria dos peregrinos, seja no Caminho
de Santiago, seja nos caminhos da vida, sempre procura
seguir o ritmo dos outros.
“No início de minha peregrinação, procurava ir junto com
meu grupo. Me cansava, exigia de meu corpo mais do que podia
dar, vivia tensa, e terminei tendo problemas nos tendões do
pé esquerdo. Impossibilitada de andar por dois dias, entendi
que só conseguiria chegar a Santiago se obedecesse meu ritmo
pessoal.
“Demorei mais que os outros, tive que andar sozinha por
muitos trechos ~ mas foi só porque respeitei meu próprio
ritmo que consegui completar o caminho. Desde então aplico
isso a tudo que preciso fazer na vida: respeito o meu tempo”"

Paulo Coelho

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Somos almas velhas

somos almas velhas
andamos há muitos milhares de anos por aqui e por ali...
defrontamos muitas guerras, morremos muitas vezes...
renascemos outras tantas...
amámos, odiámos...
façamos as pazes conosco mesmos
está na altura de parar um pouco
e encontrar a tão almejada paz interna.
façamos silêncio para que o Divino/Deus/ Universo/ o Todo,
entre em nós e nos pacifique.
assim seja.

P. Pascoal

quinta-feira, 10 de julho de 2014

POEMA DE CHICO XAVIER



Nasceste no lar que precisavas, 
Vestiste o corpo físico que merecias, 
Moras onde melhor Deus te proporcionou, 
de acordo com teu adiantamento. 
Possuis os recursos financeiros coerentes 
com as tuas necessidades, nem mais, 
nem menos, mas o justo para as tuas 
lutas terrenas. 


Teu ambiente de trabalho é o que elegeste 
espontaneamente para a tua realização. 
Teus parentes, amigos são as almas que atraístes, 
com tua própria afinidade. 
Portanto, teu destino está constantemente 
sobre teu controle. 


Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais, 
buscas, expulsas, modificas tudo aquilo 
que te rodeia a existência. 
Teus pensamentos e vontades são a chave 
de teus atos e atitudes... 
São as fontes de atração e repulsão na tua 
jornada vivência. 


Não reclames nem te faças de vítima. 
Antes de tudo, analisa e observa. 
A mudança está em tuas mãos. 
Reprograme tua meta, 
busque o bem e viverás melhor. 


CHICO XAVIER 
"Embora ninguém possa voltar atrás e 
fazer um novo começo, qualquer um pode 
começar agora e fazer um novo fim"

quarta-feira, 9 de julho de 2014

"Os guerreiros da luz, muitas vezes são covardes e nem sempre agem certo... Por isso são guerreiro da luz. Porque erram."



Os guerreiros da luz mantém o brilho nos olhos.
Estão no mundo, fazem parte da vida de outras pessoas,
e começam a sua jornada sem alforge e sem sandálias. muitas vezes
são covardes. Nem sempre agem certo.
Os guerreiros da luz sofrem por coisa inúteis, têm atitudes mesquinhas,
e às vezes se julgam incapazes de crescer.
Frequentemente acreditam-se indignos de qualquer bênção ou milagre.
Os guerreiros da luz nem sempre têm a certeza dos que estão fazendo aqui.
muitas vezes passam a noite em claro, achando que as suas vidas não têm sentido.
Por isso são guerreiros da luz. Porque erram. Porque se perguntam. Porque procuram uma razão
- e com certeza vão encontrar-la.

Paulo Coelho

terça-feira, 8 de julho de 2014

Gratidão


Um guerreiro da luz nunca esquece a gratidão.
Durante a luta, foi ajudado pelos anjos: as forças celestiais colocaram cada coisa em seu lugar, e permitiram que ele pudesse dar o melhor de si.
Os companheiros comentam: "como tens sorte!". E o guerreiro às vezes consegue muito mais do que a sua capacidade permite.
por isso, quando o sol se põe, ajoelha-se e agradece o Manto Protetor à sua volta.
Sua gratidão, porem, não se limita ao mundo espiritual; ele jamais esquece os amigos, porque o sangue deles se misturou no campo de batalha.
Um guerreiro não precisa que ninguém lhe recorde a ajuda dos outros; ele se lembra sozinho, e divide com ele a recompensa.

Paulo Coelho

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Um guerreiro da luz não conta apenas com a sua forças; usa também a energia do seu adversário.



Um guerreiro da luz não conta apenas com a sua forças; usa também a energia do seu adversário.
Ao iniciar o combate, tudo o que ele possui é o seu entusiasmo, e os golpes que aprendeu enquanto treinava; à medida que a luta avança, descobre que o entusiasmo e o treino não são suficientes para vencer: é preciso experiência.
Então ele abre o seu coração para o Universo, e pede a Deus para inspira-lo, de modo que cada golpe do inimigo seja também uma lição de defesa para ele.
Os companheiros comentam: "como é supersticioso. Parou a luta para rezar, e respeita os truques do adversário".
O guerreiro não responde a estas provocações. Sabe que, sem inspiração e experiência, não há treino que dê resultado.

Paulo Coelho


quinta-feira, 3 de julho de 2014

"Aquietai-vos e sabei que Eu Sou Deus (Salmo 46:10)”

Tal como no passado havia canalizações(informação Divina directamente recebida) através dos escritores sagrados que acabaram por serem na maior parte, plasmadas em livros, tendo como exemplos principais a Bíblia, o Torá, os Vedas, o Alcorão, etc. Hoje em dia, essas canalizações continuam a existir e em grandes quantidades.
Há cada vez mais pessoas preparadas espiritualmente para receber essas canalizações.
Mestres, anjos, santos e outras entidades espirituais, comunicam diariamente connosco através da meditação, oração, psicografia, música, pintura, sinais e outras formas de comunicação.
Hoje, as religiões já não são as únicas detentoras deste conhecimento sagrado. Qualquer pessoa pode singrar um caminho espiritual, não tem de necessariamente estar ligada a uma religião. O sentido de Deus está para além de qualquer religião como estrutura organizada, com os seus dogmas regras e conceitos, que acabam por ser muitas das vezes mais um entrave do que uma forma de chegar a Deus.
Acabamos no fundo por não ver o mais simples, o silêncio.
Silenciando a nossa mente, criamos um canal de comunicação com Deus, que acaba mais tarde ou mais cedo a comunicar connosco nas mais variadas formas. Só nos apercebemos da beleza dessa comunicação se estivermos de coração aberto, recetivos e com a mente limpa.
É-nos pedido que sejamos puros como crianças, cristalinos como a água de um rio.
Ser puro como uma criança, não é tarefa fácil, o objetivo é tentar sê-lo. Este trabalho pode demorar muitos anos, às vezes, uma vida ou várias vidas.
Todos fomos crianças e tínhamos a mente limpa, estávamos em contacto direto com Deus. Embora faltasse algum entendimento, não havia interferências de forma alguma. As experiências espirituais são entendidas pelas crianças sem as barreiras da mente. Passados uns anos, tornamo-nos adultos e a mente cada vez mais se apodera do nosso sentido mais místico e puro.
Na maior parte das pessoas, a fé e a espiritualidade são apenas entendidas ao nível da mente. Não se experimenta, não se vivencia, apenas se teoriza.
Desde que a humanidade começou a experimentar Deus, inicialmente ela era como uma criança com aquela ingenuidade e deslumbramento característicos. Os primeiros Cristãos são um exemplo bem claro disso. Começaram com uma fé inabalável, unidos a uma só espiritualidade a um só Deus, era uma espiritualidade nova, despida de conceitos e preconceitos, desligados do materialismo e dos poderes instituídos. Jesus Cristo mudou na época as velhas formas de religião instituídas. Os conceitos obsoletos do Deus castigador e opressor, foram substituídos por Jesus Cristo, pelos conceitos de Deus Pai, Amigo e Misericordioso.
 Mais tarde, começaram a instalar-se na mente dos cristãos os egos, do poder, da inveja, da auto-suficiência. Durante muitos anos e principalmente na Idade Média, à medida que o coração dos Homens(cristãos) endurecia com ódios, invejas, traições, sede de poder e de dinheiro, o Deus Pai, Amigo e Misericordioso afastou-se dos nossos corações, ou melhor dizendo, nós é que nos afastamos Dele, a nossa ligação com Ele como que foi cortada por culpa nossa.
A Igreja dividiu-se, os povos conquistados foram cristianizados à força. Milhares de pessoas foram mortas pela Santa Inquisição só porque tinham ideias contrárias ou discordarem das leis religiosas instituídas. Outros tantos milhares foram mortos nas Guerras Santas. Basta estudar um pouco a história do Cristianismo para nos apercebermos que Deus não estava decididamente presente nos corações da humanidade nessa época.
Tudo é um ciclo. Foi preciso centenas de anos para nos irmos apercebendo dos erros do passado. Neste momento estamos numa fase em que Deus quer voltar a entrar nos nossos corações. Para isso manifesta-se de mil e uma maneiras a qualquer pessoa, independentemente da religião ou do credo que tenha.

Cada pessoa entende Deus à sua maneira, ele dirige-se a nós da forma que nós estamos preparados para O receber, aliás, a verdadeira fé consiste em calar para que Ele fale, consiste em nos render ao que Ele quiser fazer de nós e por nós. Se quisermos dar uma chance a Deus para que Ele nos liberte, cure e ilumine, o que temos de fazer é precisamente oferecer-Lhe a quietude. Se continuarmos Impacientes, nervosos ou inquietos, como pode Deus atuar?
  

"Aquietai-vos e sabei que Eu Sou Deus (Salmo 46:10)”.

P.P.







segunda-feira, 30 de junho de 2014

DESPERTANDO A CONSCIÊNCIA - TOP 10 – Frases – ECKHART TOLLE



1 – As soluções sempre aparecem quando saímos do pensamento e ficamos em silêncio, absolutamente presentes, ainda que seja só por um instante.

2 – Qualquer coisa da qual nos ressentimos no outro e à qual reagimos com intensidade, também existe em nós.

3 – É necessário que as coisas acabem, para que coisas novas aconteçam.

4 – A verdadeira inteligência atua silenciosamente. A calma é o lugar onde a criatividade e a solução dos problemas são encontrados.
5 – Se você alguma vez esteve numa situação emergência saberá que isso não foi um problema. A mente não teve tempo para se distrair e transformar a situação em problema.

6 – O que é a calma? É o espaço interior ou a consciência onde as palavras desta página são assimiladas e se transformam em pensamentos.

7 – Quando você percebe o silêncio, instala-se imediatamente uma calma alerta no seu interior. Você está presente. Nesses momentos você se liberta de milhares de anos de condicionamento humano e coletivo.

8 – Alguns ensinamentos espirituais dizem que todo sofrimento é, em última análise, uma ilusão, e isso é verdade.

9 – Sua mais íntima noção de si mesmo, de quem você é, não pode ser separada da calma. Ela é o EU SOU, mais profundo do que seu nome e sua forma externa.


10 – Viver no AGORA é o melhor caminho para a felicidade e a iluminação.

ECKHART TOLLE

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Um guerreiro da luz nota que certos momentos se repetem



"Um guerreiro da luz nota que certos momentos se repetem.
Com frequência se vê diante dos mesmos problemas e
situações que já havia enfrentado.
Então fica deprimido. Começa a pensar que é incapaz
de progredir na vida, já que os momentos difíceis estão de volta.
"Já passei por isso", ele reclama com o seu coração.
"Realmente, você já passou", responde o coração.
"Mas nunca ultrapassou".
O guerreiro então compreende que as experiências repetidas
têm uma única finalidade: ensinar-lhe o que ainda não aprendeu.
Ele passa a procurar uma solução diferente para cada luta repetida,
até que encontra a maneira de vencê-la."

Paulo Coelho



"Também isto irá passar"





A experiência humana convida-nos a experienciar todos os aspectos da realidade em todos os graus da escala emocional.
Não há como fugir...
Aliás para o espirito, nem faria sentido outra maneira de atingir o equilibrio.
Há sim uma enorme ilusão e aparente certeza de que conseguimos escapar de certos aspectos menos bons da vida porque não consideramos que essas experiências se irão fazer por várias vidas e não apenas nesta.
Ou seja, o nosso aparente 'azar' é apenas uma experiência tal como algures lá à frente estará a experiência da 'sorte', a doença de hoje, a cura futura, a escassez de hoje, a abundância futura e por aí fora e vice versa...
Se vivêssemos sempre a partir do espirito teríamos essa certeza em conta e ajudaría-nos a relaxar, a sair dos padrões de sorte para uns e azar para outros, de Deus é bom com uns e mau com outros.
Iríamos viver do principio do equilibrio em que qualquer experiência irá atrair a sua oposta ou o equilibrio nunca aconteceria..
Deixo-vos com uma antiga história que mostra então como nos desapegamos das experiencias e nos permitimos fluir e permitir sentir TUDO;
Uma antiga lenda conta que um maravilhoso e justo Rei um dia pediu ao sábio do reino que lhe escrevesse uma frase num anel que o mantivesse sempre em equilibrio, humilde e consciente dos seus deveres, para que nunca caísse nos abusos de poder e nos egoísmos típicos dos seus antecessores.
Após alguns dias a processar a difícil tarefa, o sábio mandou gravar a seguinte frase no anel de ouro real;
"Também isto irá passar".
Levou algum tempo até que o Rei percebesse a verdadeira intenção daquela curiosa frase mas no fim, considerou o seu sábio e mais sábio de todos os tempos.
E tu? percebes o sentido e de que maneira esta simples frase se aplica a todos os momentos da vida do Rei e o mantém humilde, consciente e em equilibrio?
Vera Luz

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Taizé - COMUNIDADE ECUMÉNICA


A Comunidade Taizé foi fundada em 1940 pelo Irmão Roger, que permaneceu como seu Prior até à sua morte em 16 de agosto de 2005, e é dedicada à reconciliação. É uma comunidade ecuménica  constituída por mais de cem homens de várias nacionalidades, representando ramos Protestantes e Católicos da Cristandade. A vida na comunidade foca a oração e a meditação cristã. Jovens de todo o mundo visitam Taizé todas as semanas para integrar na vida da comunidade.
Taizé germinou um estilo único de música contemplativa que reflete a natureza meditativa da comunidade. A música de Taizé foca frases simples, usualmente linhas dos Salmos ou outro pedaço da Escritura, repetidas e algumas vezes cantadas em cânone. O intuito da repetição é o de ajudar na meditação e na oração. Mais sobre a música e oração de Taizé pode ser encontrado no site da comunidade
A comunidade, apesar de origem europeia ocidental, procura acolher pessoas e tradições ao longo do globo. Este internacionalismo arrasta-se até à música e orações onde as músicas são cantadas em muitas línguas, cada vez mais incluindo cânticos e ícones provenientes da tradição Ortodoxa Oriental.
A comunidade de Taizé tornou-se um importante destino de peregrinação Cristã com milhares de pessoas que a visitam cada ano, e grupos até seis mil pessoas por semana, especialmente durante o verão. Os encontros de uma semana com jovens de várias nacionalidades  (para jovens dos 17 aos 30 anos de idade) são a prioridade da comunidade.
In Wikipédia

"Pelo mundo fora, mulheres, homens e jovens são fermento de reconciliação até onde existem fracturas na família humana. Habitados por um sentimento de confiança, têm tudo o que é preciso para devolver coragem a quem estava condenado à dúvida e ao desencanto, para amparar a bonita esperança humana. Estaremos nós entre estas pessoas?"



Taizé


"Estaremos nós entre essas pessoas?"

Senhor, fazei de mim instrumento de perdão, amor e paz. Ajudai-me a fazer a Ponte entre a várias espiritualidades, entre as várias religiões. Senhor, ajudai-me a Amar o próximo como a mim mesmo, a perdoar e a agradecer. Senhor, limpa o que de mal crio, e transforma-o em pura luz.

Te amo, perdoa-me, sinto muito, sou grato.

Para que já teve uma ou mais experiências com a comunidade Taizé, não me deixa mentir, é na verdade uma experiência maravilhosa, onde através da oração em forma de cânticos meditativos e da leitura de Salmos da Bíblia, se conseguem momentos de paz indescritíveis. Aconselho esta experiência.  
P.P.


                                                          --------////////-------////////--------

                                                                       



quinta-feira, 19 de junho de 2014

Inner Worlds, Outer Worlds - Part 4 - Beyond Thinking(tem legendas em português - é necessário activar)

Inner Worlds, Outer Worlds - Part 3 - The Serpent and the Lotus(tem legendas em português - é necessário activar)

Inner Worlds, Outer Worlds - Part 2 - The Spiral(tem legendas em português - é necessário activar)

Inner Worlds, Outer Worlds - Part 1 - Akasha (tem legendas em português - é necessário activar)

FAZER A PONTE



Quando olho para uma ponte, lembro-me logo da ligação que é feita entre duas margens. 
É para isso que elas existem, para ligar um lado ao outro.
Por isso que elas são tão úteis na nossa vida, as "pontes" são necessárias para ligarmos os nossos corações.
É cada vez mais necessário fazermos a ponte por cima dos "rios" da indiferença, da intolerância e do ódio.
"Todos somos Um", todos somos habitantes de um planeta que por sinal é lindíssimo e é a nossa casa. 
Mas se não nos preocuparmos em fazer as "pontes" entre as pessoas, entre países, entre religiões, na política, na sociedade, no respeito à mãe natureza, no respeito ao próximo, corremos o risco de desaparecer como humanidade.

P.Pascoal


quarta-feira, 11 de junho de 2014

Ecuador en la espiral ROMA*AMOR; Matías de Stefano.


Matias de Stefano é um dos milhares de Índigos que têm Missões muito importantes neste planeta. Hoje, os Santos, os Mestres, os Avatares, chegam até nós de uma forma diferente, usam a tecnologia, a ciência e referem-se a Deus como Universo, Energia Universal, o Todo. Nada está errado aqui, apenas as palavras mudam. Só há  uma palavra que eles mantêm, uma palavra que é comum a todas as religioes, a todas as espiritualidades e que é a base para um mundo melhor. Essa palavra é AMOR.
Ecuador en la espiral ROMA*AMOR; Matías de Stefa…: 


quinta-feira, 5 de junho de 2014

Autores de que eu gosto - Eckhart Tolle,


Depois de se formar pela Universidade de Londres, tornou-se pesquisador e supervisor da Universidade de Cambridge.1 Tolle conta que, aos 29 anos, depois de vários episódios depressivos, passou por uma profunda transformação espiritual, dissolveu sua antiga identidade e mudou o curso de sua vida de forma radical. Os anos seguintes foram dedicados ao entendimento, integração e aprofundamento desta transformação, que marcou o início de uma intensa jornada interior.1 Em seu livro, O Poder do Agora, relata as respostas obtidas através dessa busca, explicando que, quando nos alinhamos ao momento presente, uma nova percepção da realidade surge, muito mais pura, profunda, poderosa.
Seu último bestseller foi "A New Earth" conhecido tambem por "O Despertar de uma Nova Consciência". Eckhart Tolle não está vinculado a qualquer religião mas utiliza-se dos ensinamentos do zen budismosufismo (do poeta Rumi), hinduísmo (Advaita Vedânta), dos escritos de Mestre Eckhart e da Bíblia. 2 Alcançou maior notoriedade em 2008, ao participar, durante três meses, do programa da apresentadora norte-americana Oprah Winfrey, para explicar seus livros.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

PORQUÊ EU?



:: Elisabeth Cavalcante :: 
Esta é uma pergunta que a maioria de nós já se fez, quando a vida apresentou desafios que pareciam intransponíveis. A dor que o sofrimento nos impõe pode, por algum tempo, fazer-nos experimentar o sentimento de vítima.

Nessas ocasiões, nos questionamos sobre a razão de termos sido escolhidos entre tantos seres humanos para sermos punidos pelo divino. É claro que nestes momentos nos esquecemos completamente de que o sofrimento, em maior ou menor grau, é inerente à condição humana.

Preferimos olhar para aqueles que nos parecem absolutamente felizes e sem qualquer problema, e comparar nossas vidas às deles, para reforçar ainda mais nossa sensação de injustiçados.

É inegável que existem razões de ordem cármica que determinam os diferentes níveis de dificuldades que cada um de nós terá de enfrentar ao longo da vida.
Manter viva esta consciência, nos momentos mais dolorosos, pode nos ajudar a enxergar tais circunstâncias como oportunidades valiosas de transformação, ao invés de adotar para sempre a condição de vítima infeliz.

Transformar maldições em bênçãos é um desafio diário para todos nós. Podemos, sim, nos libertar da amargura, se mantivermos inabalável nossa vontade de viver e ser feliz, apesar dos sofrimentos que tivermos de enfrentar.

..."Desafios são bênçãos
As dificuldades sempre existem, são parte da vida. E é bom que existam, ou não haveria crescimento.
Dificuldades são desafios. Elas o incitam a trabalhar, a pensar, a descobrir meios de sobrepujá-las. O próprio esforço é essencial.
Assim, sempre tome as dificuldades como bênçãos. Sem dificuldades, não estaríamos em lugar nenhum.
Dificuldades maiores virão, e isso significa que a existência está cuidando de você, está lhe dando mais desafios.
E, quanto mais você os soluciona, maiores desafios estarão esperando por você.
As dificuldades desaparecem somente no último momento, mas esse último momento chega somente devido às dificuldades.
Assim, nunca tome negativamente qualquer dificuldade. Descubra algo positivo nela. A mesma rocha que bloqueia o caminho poderá funcionar como um degrau. Se não houvesse uma rocha no caminho, você nunca se elevaria. E o próprio processo de ir acima dela, tornando-a um degrau, dá-lhe uma nova altitude de ser.
Quando você pensa criativamente sobre a vida, tudo é útil e tudo é algo a lhe dar. Nada é sem sentido".
Osho, A Rose Is a Rose Is a Rose.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

CAMINHOS...de espiritualidade...




Começo este texto com a expressão "todos somos Um". Quer queiramos, quer não, quer acreditemos ou não, fazemos todos parte de uma "rede" planetária que por sua vez está ligada ao resto do Universo. É como se cada um de nós fizesse parte da engrenagem de uma grande máquina. Deus é o Todo que está em tudo e que anima tudo. Não é fácil transmitir em palavras aquilo que sentimos no coração. Penso que basta fazer silencio e olhar para a criação, para nos apercebermos pouco a pouco que estamos todos interligados. O que têm em comum um Budista, um Cristão, um Judeu, um Hindu, um Muçulmano, ou outra pessoa qualquer que está num caminho espiritual? Eu penso que têm tudo em comum! Apesar de serem religiões com muitas coisas diferentes umas das outras, têm todas um ponto em comum, sem o qual nenhuma delas faria sentido, esse ponto é a Espiritualidade. Através da espiritualidade vem o resto...
a espiritualidade implica acreditar no transcendente, implica acreditar que há algo ao qual não sabemos bem explicar e que não é mesurável a olho nu, mas que se sente e intui.

Na wikipedia diz-se o seguinte sobre a espiritualidade:

"A espiritualidade é uma dimensão da pessoa humana que traduz, segundo diversas religiões e confissões religiosas, o modo de viver característico de um crente que busca alcançar a plenitude da sua relação com o transcendental. Cada uma das referidas religiões comporta uma dimensão específica a esta descrição geral, mas, em todos os casos, se pode dizer que a espiritualidade "traduz uma dimensão do homem, enquanto é visto como ser naturalmente religioso, que constitui, de modo temático ou implícito, a sua mais profunda essência e aspiração."


Todos nós aspiramos à espiritualidade. De uma forma religiosa ou não procuramos caminhos para dar respostas às nossas questões espirituais mais profundas. Todos estes "caminhos" são válidos. Não há um caminho melhor. Não há uma religião melhor que a outra. Há apenas caminhos que vão dar à comunhão com o Divino, Deus, o Todo, Uno, Energia Universal, ou o que lhe quisermos chamar. Aqui não interessa o nome, interessa sim a comunhão com Ele, é nessa comunhão que encontramos a felicidade plena a paz interna ou a iluminação.

P.P.